Uefa anuncia combate a ataques racistas pelas redes sociais

Uefa anuncia combate a ataques racistas pelas redes sociais

A Uefa anunciou o lançamento de um programa para combater ataques racistas contra jogadores de futebol na internet. Para realizar a iniciativa, a União das Federações Europeias de Futebol vai trabalhar com empresas de mídia social para remover conteúdo nocivo e preconceituoso das plataformas e aumentar a conscientização.

O órgão que rege o futebol europeu acrescentou que trabalhará para monitorar, denunciar e remediar casos de racismo online. A prática passa a valer a partir do início do Campeonato Europeu Feminino, entre os dias 6 e 31 de julho, nas principais plataformas de mídia social, como Twitter, Instagram, Facebook e TikTok.

No mês de junho, a Fifa publicou um relatório que revela que mais da metade dos jogadores da Eurocopa e da Copa das Nações Africanas de 2021 já sofreram ataques discriminatórios. Na final da Eurocopa do ano passado, os ingleses Marcus Rashford, Jadon Sancho e Bukayo Saka foram alvos de ofensas racistas nas redes sociais após errarem pênaltis na derrota por 3 a 2 para a Itália.

 

Texto: Victor Ferreira

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.