UFRN detecta duas novas subvariantes da Ômicron

UFRN detecta duas novas subvariantes da Ômicron

Segundo o Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), dois novos tipos de subvariantes da Ômicron foram detectados. As amostras  foram coletadas em maio, na população da cidade de Natal. A pesquisa foi realizada com a participação do Laboratório GetúliSalesDiagnóstico e do Instituto Butantan.

O estudo levou em consideração a análise de amostras coletadas pelas unidades de saúde da prefeitura de Natal e pelo IMT, que detectou as variantes Ômicron (BA.5-like) e Ômicron (BA.4-like). De acordo com a diretoria do IMT, as novas cepas indicam maior grau de transmissibilidade, devido ao aumento de casos registrados de covid-19 nas últimas semanas.

Os dados mais recentes divulgados pelo consórcio de veículos de imprensa mostram que 167.098.085 brasileiros receberam a segunda dose ou a dose única de vacinas, o que representa 77,78% da população total do país. A dose de reforço foi aplicada em 97.013.266 pessoas, correspondendo a 45,16% da população.

 

Texto: Victor Ferreira

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.