Presidente veta a nomeação de Nise da Silveira como Heroína da Pátria

Presidente veta a nomeação de Nise da Silveira como Heroína da Pátria

O presidente Jair Bolsonaro vetou hoje (25) a nomeação da psiquiatra Nise da Silveira no livro de Heróis e Heroínas da Pátria. A inscrição foi aprovada em um projeto de lei que passou pelo Senado no dia 24 de abril. Segundo o presidente, em justificativa publicada no Diário Oficial da União, a medida está “em contrariedade ao interesse público”. 

A justificativa diz ainda que “não é possível avaliar, nos moldes da referida Lei, a envergadura dos feitos da médica Nise Magalhães da Silveira e o impacto destes no desenvolvimento da Nação, a despeito de sua contribuição para a área da terapia ocupacional”.

Criado em 2007, o livro dos Heróis e Heroínas da Pátria destina-se “ao registro perpétuo do nome dos brasileiros e brasileiras ou de grupos de brasileiros que tenham oferecido a vida à Pátria, para sua defesa e construção, com excepcional dedicação e heroísmo”. A iniciativa é exibida permanentemente no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, em Brasília.

Nise da Silveira foi uma profissional pioneira na defesa de tratamentos humanizados para os transtornos mentais, que se opunha aos métodos agressivos aplicados em manicômios, como o eletrochoque, a lobotomia e o confinamento. Ela trabalhou com terapia ocupacional, e alcançou amplo reconhecimento internacional. Pacientes tratados por Nise tiveram obras reconhecidas e expostas em diversas instituições nacionais e internacionais dedicadas à arte.

 

Texto: Victor Ferreira

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.