OMS alerta para um possível aumento de casos da varíola dos macacos

OMS alerta para um possível aumento de casos da varíola dos macacos

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é possível esperar pelo aumento mundial de casos identificados de varíola dos macacos. Até o momento, a Organização das Nações Unidas (ONU) já notificou 92 casos confirmados e 28 suspeitas em 12 dos estados-membros que não são endêmicos para o vírus. A OMS assegura que a vigilância está em expansão nos países onde a doença normalmente não é encontrada.

No Brasil, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) constituiu uma Câmara Técnica Temporária de pesquisa para acompanhar os desdobramentos científicos do vírus monkeypox pelo mundo. Sete especialistas brasileiros da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Universidade Feevale integram o grupo.

Segundo a MCTI, até o momento, não há casos registrados no Brasil. Na última quinta (19), foi noticiado o primeiro caso de infecção por varíola dos macacos na Alemanha. O vírus foi detectado em um brasileiro de 26 anos, que chegou ao país vindo de Portugal, após passar pela Espanha. Segundo o jornal Tz, o paciente está estável, e apresenta sintomas leves.

A varíola dos macacos é uma doença infecciosa, geralmente endêmica em partes da África ocidental e central. É espalhada pelo contato próximo, e apresenta sintomas leves na maior parte das ocorrências, como febre, dor de cabeça e erupções cutâneas que começam no rosto e se espalham pelo corpo. O vírus pode ser contido por medidas de isolamento e higiene.

 

Texto: Victor Ferreira

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.