País notificou quase 4.500 denúncias de violência sexual contra crianças este ano

País notificou quase 4.500 denúncias de violência sexual contra crianças este ano

Dados do governo federal indicam que já foram registradas 4.486 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes este ano. A data de hoje (18), marca o Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Apesar do total relatado, a subnotificação de casos pode esconder o agravamento da situação.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, entre 2011 e 2017, 70% das 527 mil pessoas estupradas no Brasil anualmente, em média, eram crianças e adolescentes. Além disso, 51% das que foram abusadas têm entre um e cinco anos. Segundo a gerência de projetos da ONG Plan International Brasil na Bahia, a criança deve procurar um adulto de confiança para relatar qualquer situação de desconforto.

A Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos informou que, entre janeiro e dezembro de 2021, foram totalizados 18.681 registros. O levantamento indica que o cenário de violação mais frequente nas denúncias foram a residência da vítima e do suspeito (8.494), a casa da vítima (3.330) e a casa do suspeito (3.098). O padrasto e a madrasta (2.617) e o pai (2.443) e a mãe (2.044) estão entre os maiores suspeitos nos casos. Em quase 60% dos registros, a vítima tinha entre 10 e 17 anos. Em cerca de 74%, a violação é contra meninas.

Com o objetivo de incentivar que os casos sejam denunciados, o ministério lançou a campanha Maio Laranja. As ligações podem ser feitas através do Disque 100, de forma anônima. O ministério também disponibiliza o aplicativo Direitos Humanos Brasil, e os serviços de WhatsApp (pelo número 61-99656-5008) e Telegram (digitar na busca “Direitoshumanosbrasilbot”), que oferecem o mesmo atendimento de escuta qualificada.

 

Texto: Victor Ferreira

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.